fbpx

La Gracia Humaniza

conteúdo

E-book gratuito dá dicas de como capacitar funcionários

Flávio Reis
@flavioreis

Matéria publicada originalmente na Pequenas Empresas & Grandes Negócios. Elaborado pela consultoria La Gracia, livro responde perguntas básicas, como qual funcionário enviar para um treinamento Treinamento constante dos funcionários é algo fundamental para uma empresa que quer evoluir. Discurso bonito e eficiente, mas, na prática, pode não ser tão simples identificar nos colaboradores as habilidades e […]

Matéria publicada originalmente na Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Elaborado pela consultoria La Gracia, livro responde perguntas básicas, como qual funcionário enviar para um treinamento

Treinamento constante dos funcionários é algo fundamental para uma empresa que quer evoluir. Discurso bonito e eficiente, mas, na prática, pode não ser tão simples identificar nos
colaboradores as habilidades e potencialidades que podem ser aprimoradas.

Para ajudar quem tem dúvidas sobre o assunto, a consultoria La Gracia reuniu em um e-book gratuito uma série de informações sobre o tema, que surgiram em encontros com profissionais de recursos humanos.

A proposta do livro é dar respostas a três perguntas básicas: Como escolher quem vai para o treinamento; como aumentar o interesse pelos treinamentos oferecidos pela empresa; e o que considerar no aprendizado para adultos.

Vamos a algumas dicas do livro sobre cada uma delas:

Como escolher quem vai para o treinamento
É preciso criar um processo onde o colaborador tenha méritos para ser chamado. O desenvolvimento de uma habilidade tem que estar associado à sua função ou “nova”
função dentro da empresa.

Como aumentar o interesse pelos treinamentos
Adultos gostam de serem ouvidos e querem reconhecimento. Por isso, evidencie a
importância do aprendizado e o que vai mudar a partir dali, proponha treinamentos onde
o colaborador participe da construção do aprendizado. Por fim, mostre que a experiência vai ser rica e transformadora e garanta isso.

O que considerar no aprendizado para adultos
Ofereça um conteúdo conciso e com objetivo claro a ser cumprido; Promova exercícios que
tragam a realidade do público para dentro da sala; E proporcione aulas interativas, nas quais a participação das pessoas é crucial.

Humanize as
apresentações, as
relações e o aprendizado
na sua empresa.

Fale com a gente

Veja também

CEO DISTANTE E INTOCÁVEL? COMO HUMANIZAR A ORGANIZAÇÃO

Já passou da hora de repensar modelos e humanizar a organização. Cada vez mais, vemos publicações de colaboradores nas redes sociais expondo angústias que se transformaram em burnout, depressão, doenças mentais e até mesmo físicas. Ou denunciando o desalinhamento do discurso que o marketing vende lindamente para fora pras práticas aplicadas internamente pelas lideranças, pelo […]

Ler mais

POR UMA LIDERANÇA MAIS INCLUSIVA

Para falar sobre uma liderança mais inclusiva, começo o texto de hoje com uma pergunta: “Por que é tão difícil lidar com o que é diferente de nós?”  Não tenho pretensão de responder, afinal, essa é uma pergunta daquelas bem cabeludas, que exigiria reunir filósofos para uma discussão longa e calorosa, regada a vinho e […]

Ler mais

E quando você precisa de mais do que um tapa na apresentação?

“Dá um tapa na apresentação aí! É simples.” Se eu tivesse contado as vezes que ouvi certas frases nos últimos 13 anos, esse com certeza ganharia de todas. Nossa, quase todo mundo pede apresentação desse jeito. Mas só quem faz apresentação todos os dias sabe que não é tão simples assim. Uma apresentação boa de […]

Ler mais

Qual a diferença entre um slide bonito e um slide com design?

Muito além de criar um slide bonito, recentemente, no artigo “A La Gracia ainda faz apresentações?”, eu disse que a La Gracia nasceu criando conexão por meio de apresentações. E tudo o que a gente foi aprendendo, ao fazer apresentações para presidentes e executivos do corporativo, fomos levando para nossos cursos. E tudo o que […]

Ler mais

Qual a diferença entre promover experiência e expor conteúdo?

Promover experiência é a constante resposta, presente nos 12 anos em que venho experimetando as várias formas de ensinar. Cada vez mais, vou me tornando uma defensora das metodologias que colocam o aluno como centro do aprendizado. O contrário disso é o que o educador Paulo Freire chamava de Educação Bancária: aquele tipo de educação que coloca […]

Ler mais