O que é

Empatia

“Lidar com pessoas é muito difícil!”

Quantas vezes essa frase passa pela sua cabeça durante uma semana cheia de trabalho? Nós somos mesmo muito complexos. Somos cheios de particularidades que nos diferenciam uns dos outros e que acabam transformando o simples fato de conviver um exercício bastante desafiador e repleto de conflitos.

Mas se as diferenças são naturais e os conflitos, cedo ou tarde, vão acontecer, o que fazer para lidar melhor com essas situações? Como nos comunicar de modo a nos conectarmos com o outro, ao invés de nos separarmos ainda mais?

O conceito de empatia vem ganhando muito espaço nos últimos tempos. O mundo é cada vez mais conectado e também cada vez mais diverso. Pense nos ambientes de trabalho, são pessoas de diferentes origens, culturas e gerações convivendo num mesmo espaço (real ou virtual). Nesse cenário, a compreensão do universo do outro se faz essencial e é justamente disso que se trata a empatia.

“Lidar com pessoas é muito difícil!”

Quantas vezes essa frase passa pela sua cabeça durante uma semana cheia de trabalho? Nós somos mesmo muito complexos. Somos cheios de particularidades que nos diferenciam uns dos outros e que acabam transformando o simples fato de conviver um exercício bastante desafiador e repleto de conflitos.

Mas se as diferenças são naturais e os conflitos, cedo ou tarde, vão acontecer, o que fazer para lidar melhor com essas situações? Como nos comunicar de modo a nos conectarmos com o outro, ao invés de nos separarmos ainda mais?

O conceito de empatia vem ganhando muito espaço nos últimos tempos. O mundo é cada vez mais conectado e também cada vez mais diverso. Pense nos ambientes de trabalho, são pessoas de diferentes origens, culturas e gerações convivendo num mesmo espaço (real ou virtual). Nesse cenário, a compreensão do universo do outro se faz essencial e é justamente disso que se trata a empatia.

Em resumo, a empatia é se colocar no lugar do outro, sendo o outro. Ou seja, não é pensar “ah, se eu fosse você eu faria…” mas, sim, entender o que está por trás do outro. Todas as suas vivências e experiências, seus valores, toda a bagagem que ele acumulou ao longo da vida e traz junto de si e que fez (ou faz) com que ele aja de determinada maneira.

Por que nos interessamos por empatia?

Quando sentimos e demonstramos empatia fica mais fácil…
null
Quando sentimos e demonstramos empatia fica mais fácil…
null
Resolver e evitar conflitos…
null
Dar notícias negativas sem causar reações ruins…
null
Criar conexão com o outro…
null
Estabelecer relações de confiança…

Quer saber mais sobre Empatia?

Como usamos Empatia e ajudamos pessoas e empresas a se comunicarem melhor.

Oficina de Resolução de Conflitos

A partir de casos reais trazidos pelos próprios alunos, vamos ensinar como gerenciar melhor situações de conflito e caminhos para diálogos mais saudáveis e que possam gerar conexão e compreensão entre as pessoas.

Confira nosso conteúdo sobre Empatia

Compre, doe, ganhe. O Natal de Gracias chegou!

Há quem diga que, para mudar o mundo, é preciso sair da frente do computador. Pois dessa vez dá para fazer a diferença de onde você está. No Natal de Gracias você compra um curso, doa para um projeto social e ganha um segundo acesso. Vem com a gente?

Leia mais

Como trabalhar a diversidade em eventos corporativos?

Assim como nas empresas, que cada vez mais abraçam a questão da diversidade, os eventos corporativos devem espelhar esse desejo de inclusão. Complicado? Nada disso. É, sim, possível ser diverso na produção de um evento, em qualquer ambiente!

Leia mais

E agora? O líder está nu!

Uma guerra silenciosa acontece. O que funcionava antes já não funciona mais porque as regras mudam o tempo todo. Os negócios passaram a ver o cliente, pois sem ele não há venda. As empresas olham para as pessoas, pois sem elas não há produto. E o líder, como está?

Leia mais

Falar é importante, escutar é fundamental

O primeiro passo para que a empatia possa acontecer é a escuta ativa. Só é possível conhecer o lado do outro se nos permitirmos ser levados até lá. Para sair do modo de controle e poder e permitir que a troca e a conexão de fato aconteçam é preciso “ser espaço”. Ouvir o que o outro tem a dizer com atenção plena, para compreender, sem julgamentos e análises.

Fácil?

Com certeza, não! Mas escutar e compreender o ponto de vista do outro nos permite ampliar nossa visão sobre um assunto e então tomar decisões melhores. Além disso, demonstrar empatia para o outro, principalmente em conversas mais difíceis, aumenta nossas chances de “negociações” mais tranquilas e com condições de chegarmos a bons acordos.

Quem já nos contratou

Quer ajuda para se comunicar?
Receba nossas dicas!