fbpx

La Gracia Humaniza

conteúdo

La Gracia de cara nova!

Luiz Grecov
@luizgrecov

Design está intrinsecamente ligado à funcionalidade. Não adianta ser bonito, tem que ter função, motivo, deve facilitar a compreensão para o usuário / público. Esse pensamento está totalmente incorporado em nosso DNA e em tudo o que fazemos, desde o nosso nascimento. No planejamento e na criação da nova marca, portanto, não poderíamos fazer diferente. […]

bannerNovaMarca
Design está intrinsecamente ligado à funcionalidade. Não adianta ser bonito, tem que ter função, motivo, deve facilitar a compreensão para o usuário / público. Esse pensamento está totalmente incorporado em nosso DNA e em tudo o que fazemos, desde o nosso nascimento. No planejamento e na criação da nova marca, portanto, não poderíamos fazer diferente. Tudo o que foi feito e realizado e que agora temos o prazer de convidá-lo a conhecer é fruto de muito estudo e planejamento. Por que uma nova marca?

Certamente, a La Gracia de hoje não é mais a mesma de 4 anos atrás. Durante  esse tempo, fizemos muitos projetos de apresentação, ralamos, experimentamos e aprendemos muito, e de algum tempo para cá, cada vez mais, temos compartilhado esses aprendizados com o mercado. E se aprendemos e amadurecemos, nada mais natural que a nossa marca reflita isso. A mudança vem para reafirmar e refletir esse momento através de uma nova identidade visual que faz uso de cores, tipografia e pictogramas para facilitar a experiência do nosso Cliente e estabelecer a consolidação de tudo o que viemos plantando nos últimos anos.

Dito isso, o que muda para VOCÊ?

Junto com as mudanças visuais, estamos realizando mudanças também na maneira como nos apresentamos e apresentamos nossos produtos, deixando tudo mais simples e acessível. Os pictogramas terão papel fundamental nesse processo. Associados ao novo logotipo, eles ajudam a identificar nossos serviços de maneira fácil e visual. Veja exemplos abaixo.

logos
Falando sobre como nos apresentamos não podemos deixar de falar sobre a principal vitrine de qualquer empresa hoje em dia: o site. Como vocês podem ver, reformulamos o nosso completamente, de novo pensando em facilitar para você, usuário. Isso porque estamos trabalhando com um design responsivo, ou seja, que se adapta aos diferentes dispositivos. Assim, você vai poder desfrutar de todo o conteúdo que oferecemos onde você estiver, seja através do seu PC, tablet ou smartphone.

Se você é ligado em design, conheça logo abaixo o João Filho, designer responsável pelo projeto de criação da nova marca. Em uma breve entrevista, ele traz uma luz sobre o processo de criação. Com certeza, um aprendizado valioso para todos nós.

Olá Jõao, conte um pouco sobre você: nome, idade, formação e como começou no design?

Sou paulistano a beirar os trinta. Não sei dizer ao certo quando se deu o início de minhas atividades no design. Interessei-me por arte ainda na infância, envolto ao universo das HQ’s, animações, livros ilustrados, figuras de ação e afins. Foi ainda neste período que compus minhas primeiras publicações. Ciente das minhas inclinações, dediquei-me ao design e artes gráficas desde então. No caminho, trabalhei para os mais dispares seguimentos e finalidades. A trabalhar em agência e como freelancer, tive significativa experiência no seguimento de embalagens, PDV, publicações, apresentações corporativas, ilustração, animação e identidades visuais, a atender clientes como Coca-cola, Cotiplás Brinquedos, Revista Brasileiros, Nike, JWT etc.

Qual foi o briefing para a criação do logo da La Gracia?

Em resumo, a La Gracia estava a tomar novos rumos e precisava de novos trajes para novos terrenos. Ao surgir, a empresa limitava-se a entregar ao cliente slides, animações e amparo para composição de roteiro e afins. A gama de serviços expandiu, e pode-se dizer que hoje ela é uma espécie de escritório de design e instituição de ensino; surge então esta necessidade, os clientes estavam interessados em aprender a produzir e disseminar conteúdo, fatores a criar demanda por cursos.

A identidade visual antiga era pouco abrangente para estas novas funções. Fez-se necessário criar algo novo e relacionado a essas novas atividades, para além de dar novos ares a marca.

No pacote estava a missão de reformular o logo, tipografia, cores: uma nova identidade visual.

Como foi o processo criativo do logo? Você se inspirou em alguma coisa específica? Quais suas referências?

Longas buscas a captar os elementos necessários a transpor a personalidade da marca. Envolve um bocado de conversa, brainstorm. Criamos até mesmo um personagem fictício com psique e qualidades a espelhar o que é a La Gracia, algo a auxiliar na composição da nova marca.

Costumo brincar que trabalho com referências contidas em meu banco cerebral, e portanto, soma-se muita coisa a influenciar. Mas neste caso, acho que principalmente o trabalho dos Hoefler & Frere-Jones. Eles são responsáveis pela criação da família tipográfica que compõe a nova ID. Dentre suas criações, destaca-se o ultra difundido e influente design da campanha presidencial de Barack Obama, que é uma espécie de divisor de águas no design dos anos 2000. Creio eu que são dos sujeitos a melhor captar o espírito de nosso tempo, elemento crucial dentre os preceitos envoltos na estética e terceiridade da marca La Gracia.

Untitled-4
Campanha Barack Obama 2008, como referência tipográfica


Você chegou logo à versão final? Quantas versões foram apresentadas?

Este é um processo de soma e exclusão, em busca de equilíbrio de elementos que melhor transpõem ideal e propósito da marca, e mesmo um signo simples pode tomar muito tempo para ser concebido. Antes de chegar ao design final, ao menos cinquenta logos diferentes foram desenhados, e algumas outras tantas paletas cromáticas e elementos diversos foram eliminados, mas é algo natural em um projeto desses.

Como foi a experiência de criar um novo logo para uma empresa que está reestruturando sua imagem?

Ótima principalmente porque o briefing veio ao encontro das minhas atuais pretensões em Design; uma busca por visual honesto, limpo e com ênfase em boa tipografia e uso de pictogramas.

O que o novo logo representa para você?

Modéstia a parte, tenho um sorriso estampado no rosto por ter mais um trabalho bacana a somar em meu portfólio.

Humanize as
apresentações, as
relações e o aprendizado
na sua empresa.

Fale com a gente

Veja também

Qual a diferença entre promover experiência e expor conteúdo?

Promover experiência é a constante resposta, presente nos 12 anos em que venho experimetando as várias formas de ensinar. Cada vez mais, vou me tornando uma defensora das metodologias que colocam o aluno como centro do aprendizado. O contrário disso é o que o educador Paulo Freire chamava de Educação Bancária: aquele tipo de educação que coloca […]

Ler mais

A La Gracia ainda faz apresentações?

Em 2009, nós começamos a fazer apresentações para o mundo corporativo e durante muito tempo nós fizemos isso! E ficamos conhecidos por isso! Quando paramos para ver e relembrar cada projeto, dá um orgulho danado. No mesmo ano, começamos a ensinar tudo o que estávamos aprendendo ao lançar o primeiro Curso de Design de Apresentações […]

Ler mais

Você pode abrir a câmera, por favor?

A fotógrafa Ilana Bessler dá dicas sobre enquadramento, iluminação e construção de imagem para todas as lives, reuniões online e videoconferências que se intensificaram no nosso cotidiano.

Ler mais

Como provocar um líder diretivo a se tornar mais empático e construtivo?

Eu poderia começar esse artigo dando uma resposta simples: use as necessidades do líder como ponto de partida para a transformação. Mas, como colocar isso em prática?

Ler mais

La Gracia News de abril: quando a vida pessoal e profissional se misturam

Com nossa vida pessoal mais misturada do que nunca com a rotina profissional, como ficam nossas relações, nossa comunicação e, mais ainda, nosso estado de espírito?

Ler mais