Já aconteceu na sua empresa?

  • Discurso engessado e sem sentido, tanto para o vendedor quanto para o cliente;
  • Descrédito em relação ao que está sendo vendido;
  • Reclamações de clientes confusos com as informações que recebeu;
  • Vendedor nervoso porque tem dificuldade de sair do “script” durante uma venda;
  • Equipe desmotivada e descontente.

Sim?

Como alinhar um discurso de vendas para sua equipe de vendas quando cada cliente é único?

Você já entrou numa loja ou já recebeu uma ligação onde o vendedor tenta te empurrar algo e, se você pergunta alguma coisa, ele começa o mesmo discurso do início, de novo, de novo e de novo?

É normal, nessas horas, a gente ficar irritado, nervoso, frustrado, afinal, seria incrível poder resolver exatamente a sua dúvida, de um jeito rápido e eficaz. Nesse discurso robótico falta, principalmente, capacidade de adaptação e de escuta, o grande mal da comunicação. E logicamente, isso causa uma sensação de desconsideração quanto às suas necessidades enquanto cliente.

Mas por que isso acontece?

Tem quem confunda alinhar discurso com engessar discurso. Alinhar discurso não é repetir o que está escrito na pedra, mas sim, conseguir adaptar esse discurso para a necessidade de cada pessoa que está na sua frente.

Mas como faz isso?

Primeiro passo: é preciso garantir que toda a equipe de vendas entenda claramente o que está vendendo. Enquanto a gente não forma uma imagem na própria cabeça, não adianta tentar explicar.

Segundo passo: analisar situações diferentes de aplicação desse discurso. O que é óbvio pra você não é para o outro e vice-e-versa. Quanto mais situações você vive como vendedor, melhor você se torna, não é mesmo? Porque acumula experiências, trocas e principalmente, histórias. Então, levantar necessidades diferentes e resolvê-las faz toda a diferença.

Terceiro passo: quando mais informações recebemos e quanto mais produtos temos para vender, mais precisamos aprender a ouvir. Isso é o que chamamos de venda consultiva. Então, escutar é o melhor remédio pra captar o que o cliente precisa e entregar para ele, somente a informação que está pedindo.

Como ajudamos pessoas e empresas a alinhar o discurso de vendas

Oficina de Roteiro e Performance

Juntos, vamos discutir, analisar e vivenciar novas formas de transmitir informações e criar sentido, tanto para quem fala, quanto para quem escuta. Vamos aprender ferramentas e diretrizes de comunicação, aplicá-las em situações reais, trazidas pelos participantes e construir narrativas que gerem conexão verdadeira na hora de vender um produto ou serviço.

Cocriação

Criamos um ambiente seguro que permita a uma equipe, escolhida por você, trocar vivências e dialogar de forma empática e saudável. Juntos, vamos construir discursos alinhados, tanto com a cultura e visão da empresa quanto das pessoas.

Ao final do encontro, entregamos um relatório de planejamento com todas as etapas e ações que irão garantir a eficácia do resultado almejado.

Nos adaptamos à sua necessidade

Benefícios de alinhar o discurso de vendas

null
Maior autonomia e segurança na hora de vender;

null
Profissionais mais flexíveis e resilientes para se adaptarem às diferentes situações;

null
Mudança de mindset: foco na satisfação do cliente e não na venda a qualquer custo;

null
Visão mais estratégica sobre o processo de vendas;
null
Aumento do nível de satisfação dos clientes com os produtos e/ou serviços contratados;

null
Uma imagem mais forte e unificada da empresa diante dos clientes.

Disponibilizamos para você!

O líder está nu!

Uma guerra silenciosa acontece. O que funcionava antes já não funciona mais porque as regras mudam o tempo todo. Os negócios passaram a ver o cliente, pois sem ele não há venda. As empresas olham para as pessoas, pois sem elas não há produto. E o líder, como está?

Leia mais

A importância do roteiro ao se comunicar

Como assim roteiro? Não estou escrevendo um filme, muito menos organizando uma viagem. Eu só quero comunicar uma ideia, fazer uma apresentação, gravar um vídeo, vender um serviço. Precisa de roteiro para se comunicar?

Leia mais

Um #tbt de respeito

Aproveitando que hoje é quinta, dia do famoso #tbt, esse post vem para resgatar um dia não muito distante. A segunda-feira dessa semana, dia 30 de setembro, foi especial em muitos sentidos, porque mostra nossa evolução e reafirma os caminhos que escolhemos trilhar. Veja só, logo pela manhã, a Joyce Baena, fundadora da La Gracia,…

Leia mais

Comunicação que Transforma :: Estudos de Caso

Qual fonte eu escolho?

10 Dicas para dar uma notícia ruim 🙁

Comunicação que Transforma :: Estudos de Caso

Qual fonte eu escolho?

¿Qué Piensan, Edu e Michelle? | “Desacelera SP”

¿Qué Piensas, Felipe Morozini? |”Nós e os espaços públicos”

¿Qué Piensas, Túlio Custódio? |”Conhecimento é poder”

¿Qué Piensan, Edu e Michelle? | “Desacelera SP”

¿Qué Piensas, Felipe Morozini? |”Nós e os espaços públicos”

Quem já nos contratou

Quer ajuda para se comunicar?
Receba nossas dicas!