Já aconteceu com você (ou com as pessoas da sua empresa)?

  • Ruídos na comunicação por causa de comunicações feitas no automático, sem o devido preparo e cuidado com os diferentes públicos;
  • Medo do erro e da exposição;
  • Falta de motivação e/ou engajamento;
  • Comportamentos reativos;
  • Falta de diálogo, conexão e empatia entre as pessoas;
  • Resistência às novas ideias quando cascateadas de maneira vertical.

Sim?

Em um mundo cada vez mais conectado e em constante transformação, descobrimos que NÃO SOMOS MÁQUINAS. Mas como dar um passo atrás e olhar para aquilo que nos torna humanos?

Por muito tempo, vivemos sob um modelo baseado em COMANDO e CONTROLE. Como relógios, seguimos PADRÕES à risca e a PRECISÃO é fator essencial para o sucesso e sinônimo de força. Por outro lado, falhas são vistas como FRAQUEZA e admitir a falta de conhecimento, algo impensável. ERROS não são tolerados e PUNIÇÃO e RECOMPENSA são meios de manter as pessoas motivadas para que façam o que precisa ser feito, do jeito que precisa ser feito.

Hoje, esse modelo dá sinais de desgaste. Em um MUNDO VUCA – Volátil, Incerto (Uncertain), Complexo e Ambíguo – descobrimos que NÃO SOMOS MÁQUINAS e que é impossível acompanhar todas as mudanças que acontecem à nossa volta.

Assim, um novo mundo está surgindo. Nele, tudo é PROCESSO e a diversidade é chave para a INOVAÇÃO. Erramos, mas precisamos ERRAR RÁPIDO e APRENDER. Para isso, precisamos nos mostrar VULNERÁVEIS, ter CORAGEM e ASSUMIR RISCOS. Com informação abundante, não dá para saber tudo. As CONEXÕES, tecnológicas e humanas, são fundamentais.

Hoje, podemos COLABORAR e COCRIAR soluções como nunca, mas só se formos capazes de criar um ambiente SEGURO, de CONFIANÇA, PERTENCIMENTO e, acima de tudo, HUMANIZADO.

Em uma era em que há excesso de informação, dados e busca por padrões, estamos carentes de sermos vistos como indivíduos únicos. Queremos falar, ouvir, trocar. Queremos contribuir, aprender, sentir que fazemos a diferença. Queremos reconhecimento! Queremos celebrar, vibrar, torcer. E também chorar, sentir raiva, nos decepcionar porque, afinal, desejamos muito algo que não se concretizou. E tudo isso não é bom só para as pessoas. Essa mudança é benéfica também para as empresas que buscam pessoas engajadas, motivadas e alinhadas ao cada vez mais citado propósito. Não à toa tanto tem se falado em diversidade e vulnerabilidade, por exemplo. É uma clara demonstração da necessidade e da vontade de se criar ambientes em que podemos ser quem somos, livremente, e assim nos conectarmos.

Uma comunicação humanizada valoriza a singularidade do outro. Ela encara as diferenças e abraça a diversidade. E para isso não há listas, passo a passo, roteiros prontos. Não há um robô programado para nos auxiliar. Quando o ponto de partida é o indivíduo, não existe outro caminho para a mudança a não ser olhar para essa pessoa, perguntar, ouvir, criar espaços seguros para o diálogo e ajudá-la a perceber que ela é sua própria agente de transformação. É isso que fazemos aqui na La Gracia. É nessa comunicação que acreditamos.

Como ajudamos a humanizar a comunicação dentro das empresas

Curso Amansa

Oficina de construção de diálogos, por mais conexão e compreensão entre as pessoas. A partir de casos reais trazidos pelos próprios alunos, vamos ensinar como gerenciar melhor necessidades, sentimentos e fazer pedidos que façam sentido pro outro.

Consultoria

Entendemos como as realidades de quem precisa comunicar e do público se conectam para, então, cocriar estratégias e soluções eficazes para transformar ideias em ação.

Nos adaptamos à sua necessidade

Benefícios de humanizar a comunicação da sua empresa

null
Aumento do engajamento e motivação dos seus colaboradores;
null
Criação de um ambiente saudável e estimulante;
null
Melhora das relações interpessoais e integração;
null
Fortalecimento dos valores e do propósito da companhia;
null
Criação de um ambiente propício à cocriação e inovação;
null
Aumento da integração entre as áreas por meio da empatia.

Disponibilizamos para você!

A importância do roteiro ao se comunicar

Como assim roteiro? Não estou escrevendo um filme, muito menos organizando uma viagem. Eu só quero comunicar uma ideia, fazer uma apresentação, gravar um vídeo, vender um serviço. Precisa de roteiro para se comunicar?

Leia mais

Um #tbt de respeito

Aproveitando que hoje é quinta, dia do famoso #tbt, esse post vem para resgatar um dia não muito distante. A segunda-feira dessa semana, dia 30 de setembro, foi especial em muitos sentidos, porque mostra nossa evolução e reafirma os caminhos que escolhemos trilhar. Veja só, logo pela manhã, a Joyce Baena, fundadora da La Gracia,…

Leia mais

Comunicação que Transforma :: Estudos de Caso

Qual fonte eu escolho?

10 Dicas para dar uma notícia ruim 🙁

Comunicação que Transforma :: Estudos de Caso

Qual fonte eu escolho?

¿Qué Piensan, Edu e Michelle? | “Desacelera SP”

¿Qué Piensas, Felipe Morozini? |”Nós e os espaços públicos”

¿Qué Piensas, Túlio Custódio? |”Conhecimento é poder”

¿Qué Piensan, Edu e Michelle? | “Desacelera SP”

¿Qué Piensas, Felipe Morozini? |”Nós e os espaços públicos”

Quem já nos contratou

Quer ajuda para se comunicar?
Receba nossas dicas!