fbpx

La Gracia Humaniza

conteúdo

Painel interativo (será?)

Joy Baena
@joycebaena

Nas minhas andanças pelos eventos corporativos, tenho visto com certa frequência o uso do Painel interativo para expor ideias e promover interação “entre os expositores”. Se você não sabe o que é um painel: é um debate entre dois ou mais convidados sob a coordenação de um moderador, que vai questionando os convidados e conduzindo as […]

Untitled-1

Nas minhas andanças pelos eventos corporativos, tenho visto com certa frequência o uso do Painel interativo para expor ideias e promover interação “entre os expositores”.

Se você não sabe o que é um painel: é um debate entre dois ou mais convidados sob a coordenação de um moderador, que vai questionando os convidados e conduzindo as respostas de forma ordenada. O público fica somente como expectador, sem direito a intervir ou perguntar.

Para muitas empresas, essa prática parece uma alternativa moderna e interativa, porém, se mal conduzido, o Painel pode deixar o público entediado, com sono e disperso.

Para te ajudar a evitar que isso aconteça com seu evento, resolvi elaborar e compartilhar uma pequena lista de dicas. Aí vai:

  • Muitas vezes os convidados do painel nunca se viram antes e se encontram pela primeira vez nas cadeiras em frente ao público. O ideal é que os assuntos sejam bem combinados antes de evento. Assim, as respostas serão complementares e não redundantes.
  • Para que o conteúdo não fique técnico demais e distante do público, peça aos convidados para trazerem pessoalidade aos assuntos. Histórias e exemplos práticos dentro do contexto do público ajudam a criar identificação e sinergia.
  • Para que a discussão seja o mais clara e objetiva possível, evite perguntas muito extensas, elas podem gerar confusão. O ideal é que sejam simples e bem curtas.
  • Colocar um slide com a pergunta ao fundo do painel para que todos vejam, ajuda o público a acompanhar o raciocínio.
  • O interesse das pessoas aumenta quando os temas apresentados ajudam a resolver um problema comum a todos. Afinal, qual o propósito do evento, só mostrar o quanto os convidados são incríveis ou promover um aprendizado que sirva para todos?

Um fato: Quando o público passa de passivo a ativo, o interesse e a atenção ganham um espaço gigantesco. Imagina se o moderador, logo no início do evento, convidasse o público a contribuir com ideias ou dúvidas após as respostas de cada bloco? O público ligaria o ouvido ativo! Afinal, quem tem coragem de fazer uma pergunta ou dar uma ideia sem prestar atenção no que foi dito? Quem se expõe, quer parecer inteligente, afinal, sua imagem está em jogo.

Então, deixar a plateia interagir pode descaracterizar o fato de ser um “painel”. Mas também não transforma o evento em um “seminário”, onde os assuntos seriam trabalhados em grupo pela plateia.

Sendo assim, fica a dúvida, deixar o público interagir faz com que o painel seja realmente interativo ou isso ganha outro nome?

 

Humanize as
apresentações, as
relações e o aprendizado
na sua empresa.

Fale com a gente

Veja também

CEO DISTANTE E INTOCÁVEL? COMO HUMANIZAR A ORGANIZAÇÃO

Já passou da hora de repensar modelos e humanizar a organização. Cada vez mais, vemos publicações de colaboradores nas redes sociais expondo angústias que se transformaram em burnout, depressão, doenças mentais e até mesmo físicas. Ou denunciando o desalinhamento do discurso que o marketing vende lindamente para fora pras práticas aplicadas internamente pelas lideranças, pelo […]

Ler mais

POR UMA LIDERANÇA MAIS INCLUSIVA

Para falar sobre uma liderança mais inclusiva, começo o texto de hoje com uma pergunta: “Por que é tão difícil lidar com o que é diferente de nós?”  Não tenho pretensão de responder, afinal, essa é uma pergunta daquelas bem cabeludas, que exigiria reunir filósofos para uma discussão longa e calorosa, regada a vinho e […]

Ler mais

E quando você precisa de mais do que um tapa na apresentação?

“Dá um tapa na apresentação aí! É simples.” Se eu tivesse contado as vezes que ouvi certas frases nos últimos 13 anos, esse com certeza ganharia de todas. Nossa, quase todo mundo pede apresentação desse jeito. Mas só quem faz apresentação todos os dias sabe que não é tão simples assim. Uma apresentação boa de […]

Ler mais

Qual a diferença entre um slide bonito e um slide com design?

Muito além de criar um slide bonito, recentemente, no artigo “A La Gracia ainda faz apresentações?”, eu disse que a La Gracia nasceu criando conexão por meio de apresentações. E tudo o que a gente foi aprendendo, ao fazer apresentações para presidentes e executivos do corporativo, fomos levando para nossos cursos. E tudo o que […]

Ler mais

Qual a diferença entre promover experiência e expor conteúdo?

Promover experiência é a constante resposta, presente nos 12 anos em que venho experimetando as várias formas de ensinar. Cada vez mais, vou me tornando uma defensora das metodologias que colocam o aluno como centro do aprendizado. O contrário disso é o que o educador Paulo Freire chamava de Educação Bancária: aquele tipo de educação que coloca […]

Ler mais