O que é

Roteiro e Narrativa

É comum nos aconselharem a planejar muito bem nossos negócios, projetos, produtos, processos e tudo aquilo que envolve nossas metas e sonhos. Por outro lado, raramente falam sobre fazermos o mesmo com nossa comunicação. O problema é que, sem fazer isso, todo o resto fica muito mais difícil, já que é por meio da comunicação que engajamos, convencemos e reunimos as pessoas.

Informação e conhecimento sem design, tratamento, facilitação e comunicação adequados podem se tornar nocivos, maçantes e ineficazes. Na hora de comunicar algo, não basta simplesmente selecionar informações e conteúdos e deixá-los disponíveis, acessíveis ou simplesmente transmiti-los para que, como num passe de mágica, despertem a atenção, construam o conhecimento e sinalizem as ações corretas.

Os conteúdos precisam ser modelados e trabalhados para que a experiência das pessoas com eles seja prazerosa e efetiva. Se forem despejados como uma avalanche repentina e sem forma a chance de processá-los, entendê-los e aplicá-los é mínima.

É comum nos aconselharem a planejar muito bem nossos negócios, projetos, produtos, processos e tudo aquilo que envolve nossas metas e sonhos. Por outro lado, raramente falam sobre fazermos o mesmo com nossa comunicação. O problema é que, sem fazer isso, todo o resto fica muito mais difícil, já que é por meio da comunicação que engajamos, convencemos e reunimos as pessoas.

Informação e conhecimento sem design, tratamento, facilitação e comunicação adequados podem se tornar nocivos, maçantes e ineficazes. Na hora de comunicar algo, não basta simplesmente selecionar informações e conteúdos e deixá-los disponíveis, acessíveis ou simplesmente transmiti-los para que, como num passe de mágica, despertem a atenção, construam o conhecimento e sinalizem as ações corretas.

Os conteúdos precisam ser modelados e trabalhados para que a experiência das pessoas com eles seja prazerosa e efetiva. Se forem despejados como uma avalanche repentina e sem forma a chance de processá-los, entendê-los e aplicá-los é mínima.

Para ajudar os outros a entenderem o que você tem a dizer, evitando ruídos, interpretações equivocadas e, até mesmo, resistência ao seu assunto, é preciso planejar a comunicação. Ou seja, a partir do resultado que esperamos, escolher o que e como contar o que precisamos (uma ideia, solução, produto ou serviço, projeto, etc). Decidimos a forma de organizar e conectar as informações, a ordem em que o conteúdo será apresentado e a linguagem a ser utilizada. Para esse processo damos o nome de roteirização. E para o produto final dele, claro, roteiro ou narrativa.

Por que nos interessamos por Roteiro?

Ao planejar, roteirizar ou construir narrativas para nossa comunicação conseguimos…
null
Organizar nossas ideias para nós e para o outro…
null
Aumentar nosso poder de argumentação e convencimento…
null
Prever possíveis obstáculos na comunicação e nos preparar para eles…
null
Garantir compreensão e engajamento nas ações…

Quer saber mais sobre Narrativa ou Roteiro?

Como usamos Roteiro e Narrativa para ajudar pessoas e empresas a se comunicar melhor?

Oficina de Roteiro e Performance

Juntos, vamos discutir, analisar e vivenciar novas formas de transmitir informações e criar sentido, tanto para quem fala, quanto para quem escuta. Vamos aprender ferramentas e diretrizes de comunicação, aplicá-las em situações reais, trazidas pelos participantes e construir narrativas que gerem conexão verdadeira.

Consultoria

Entendemos como as realidades de quem precisa comunicar e do público se conectam para, então, cocriar uma narrativa para sua comunicação que desperte o interesse, gere compreensão e, principalmente, ação.

Confira nosso conteúdo sobre Narrativa ou Roteiro

Estamos em busca de 2 novos graciosos

Oba! A gente tem duas novas vagas aqui na La Gracia, uma para ATENDIMENTO e outra para ESTAGIÁRIO DE DESIGN. Mas antes de se inscrever, conheça nossos valores e veja se fazem sentido pra você!  Valor número 1: Empatia Se colocar no lugar do outro sendo o outro. Pode parecer simples falando assim, mas…

Leia mais

O efeito da empatia nas organizações

Vamos melhorar nossas ferramentas de comunicação? Como está a comunicação dentro da sua empresa? Você sente que todos os setores estão alinhados ou as coisas parecem um tanto fora do lugar? Você já deve ter notado que as falhas na comunicação são responsáveis por falta de entrosamento, baixo rendimento, conflitos e até desmotivação entre os…

Leia mais

Inteligência emocional no trabalho

Alguns termos surgem como ondas e ganham vida própria no mercado moderno. Inteligência emocional no trabalho é um caso claro. Um pouco distante das suas definições de origem, o termo guarda-chuva hoje acaba sendo muito utilizado para designar uma espécie de “preservação emotiva dentro do ambiente corporativo”. Traduzindo-se, mais ou menos, como a necessidade que um profissional…

Leia mais

Nósreka – O despertar para novos insights a partir da cocriação

“Duas cabeças pensam melhor do que uma”. Ou, ainda, várias cabeças pensam melhor do que uma. Poucos se atrevem a contestar o famoso ditame popular. Pelo menos até que as portas de aço e vidro que separam a rua dos ambientes corporativos sejam atravessadas. Lá dentro, ainda que muito se alardeie sobre o “senso de…

Leia mais

Empatia com o cliente

Seja no primeiro contato ou no pós-venda, quais são as ferramentas que você está utilizando hoje para garantir que o seu cliente esteja satisfeito com o atendimento? Talvez você tenha pensado, principalmente, em soluções tecnológicas como um sistema de CRM, apps, ou, até mesmo a inteligência artificial, com os chamados bots. Sem dúvida, esse tipo de…

Leia mais

Os benefícios de uma liderança mais empática

Como uma liderança mais humilde, acessível e pautada na empatia contribui para um ambiente de trabalho mais agradável, colaborativo e produtivo? Se você ocupa uma posição de liderança, ou se atua no departamento de RH ou Treinamento e Desenvolvimento de uma empresa, com certeza já percebeu o quanto o papel de um líder mudou e…

Leia mais

A informação sozinha não transforma

Nós temos a tendência de dizer que se o outro não entendeu algo, o problema está nele. Mas se estamos no papel de “comunicador”, faz parte de nossas responsabilidades ajudar o público e dar forma ao conteúdo, de modo que fique não só mais fácil para ele, como mais interessante, prazeroso e envolvente.

A maneira como apresentamos uma informação pode interferir diretamente na interpretação e no sentimento que o outro vai ter em relação ao assunto. Então, pensar em como vamos dizer algo, muitas vezes, é mais importante do que a própria informação em si. Organizar o conteúdo para que o público entenda o que estamos querendo dizer e perceba o que queremos que ele perceba é fundamental.

Quem já nos contratou

Quer ajuda para se comunicar?
Receba nossas dicas!